Blog

Como fica a relação de aluguel comercial durante a pandemia?

A medida de isolamento social como combate ao coronavírus fez com que o comércio e serviços considerados não essenciais fossem paralisados durante a quarentena. Em caso de locação de imóveis comerciais, o ideal neste momento é que haja bom senso das partes envolvidas a fim de que haja flexibilização diante da situação econômica.

 

A Lei do Inquilinato permite que através de acordo, possa ser modificado ou o valor do contrato em qualquer época. Dessa maneira pode-se acordar a concessão de desconto durante um tempo determinado.

 

Existe ainda a possibilidade de recorrer à revisão do contrato por meio da teoria da imprevisão, prevista no Código Civil que diz que: “quando, por motivos imprevisíveis, sobrevier desproporção manifesta entre o valor da prestação devida e o momento de sua execução, poderá o juiz corrigi-lo, a pedido da parte, de modo que assegure, quanto possível, o valor real da prestação.”

 

Também consta no Código Civil a teoria da onerosidade excessiva, onde a prestação de uma das partes torna-se excessivamente onerosa, com extrema vantagem para a outra, diante de acontecimentos extraordinários e imprevisíveis, poderá o devedor pedir a resolução do contrato. No caso, para o locatário, que diante da atual situação está em desvantagem.

 

Nós, do escritório Cavallaro e Michelman Advogados Associados seguiremos compartilhando informações importantes durante este período, alertando sobre possíveis mudanças, leis e impactos na economia relacionados ao COVID-19. 


Ficou com dúvidas? Comente abaixo, estaremos a disposição para orientá-lo.

Compartilhar Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *